Pela primeira vez, cientistas "fotografam" molécula individual

Os átomos que formam uma molécula foram visualizados de forma mais nítida pela primeira vez, por meio de um microscópio de força atômica.

A observação, feita por cientistas do laboratório da IBM em Zurique (Suíça) e divulgada na revista "Science" na quinta-feira (27), representa um marco no que se refere aos campos de eletrônica molecular e nanotecnologia, além de um avanço no desenvolvimento e melhoria da tecnologia de dispositivos eletrônicos.

IBM
"Foto" da molécula de pentaceno, acima; abaixo, desenho traz carbono em átomos cinza e hidrogênio
em brancos


Microscópios já conseguiram visualizar átomos individuais, cujo tamanho é muito menor. As moléculas, entretanto, possuem estrutura mais frágil e, até então, não havia equipamento para "fotografá-las".
De acordo com o jornal espanhol "El País", a molécula de pentaceno (C22H14) consiste em cinco anéis de benzeno unidos formando uma cadeia aromática, que pode ser usada em novos semicondutores orgânicos. A estrutura de carbono e hidrogênio possui 1,4 nanômetro de comprimento.
Há dois meses, a "Science" também publicou um estudo no qual se

mediam a carga dos átomos com o mesmo tipo de microscópio.
Com os estudos, pode-se investigar como se transmite a carga por meio das moléculas ou de redes moleculares. Na prática, o desenvolvimento da eletrônica molecular significa o aumento do desempenho tecnológico de dispositivos eletrônicos, como computadores e telefones móveis, a partir da redução do seu tamanho.
O vídeo da observação dos átomos na molécula de pentaceno pode ser visto aqui.

Clipe bizarro: Golimar



Peggle

Jogo muito legal!

 Jogar PegglePreparar, apontar... quicar! Elimine os pinos alaranjados de todos os níveis.



Clique aqui para jogar.

Poema romântico engraçado

Publico aqui um poema romântico nonsense que eu fiz na escola com mais dois colegas (Douglas e Vanessa).

Olha que belo dia
Que te vi pela primeira vez
Nem consigo descrever
O que aquele encontro me fez

Que pessoa especial
Que percebo que eu fui amar
Que amor sensacional
Que percebo que vai aumentar

Tua beleza me encanta
Teus olhos me inspiram
Meus lábios tremem
Quando por ti suspiram

Amar cada vez mais
Lutar contra o vento e voar
Querer dentro do coração
Que insiste a ti amar

Sem ti tudo fica sem graça
Você é tudo p’ra mim
A luz da minha vida, o brilho do meu olhar
Nunca senti um amor assim

Amo tanto, nem sei porque
Mas quero você sempre ao meu lado
Amo tanto, amo muito você
Mais do que tudo o que já foi amado

Amo porque te amo
Não me pergunte porque te amo
Porque se você perguntar, eu vou deixar de te amar
E aí você vai se ferrar!

Ora, desculpe por qualquer coisa
Fico fazendo versos, fico rimando,
Fico bem humorado, ou chateado,
Bom sinal que estou amando

Fico fazendo versos aqui,
Fico escrevendo coisas sem noção
Ora, se vier a chatear-te
Só me resta pedir perdão

E foi pensando em você
E observando a natureza
Que escrevi os versos seguintes
Mas não garanto que são uma beleza:

O leopardo corre,
O tigre anda,
O lobo uiva
E o urso panda!

E fico juntando palavras
E é sempre p’ra você
Ouça agora, por exemplo
O que de mim quero dizer:

O gato mia,
O cachorro late,
A estrela guia
E eu amo chocolate!

Te adoro da cabeça ao pé
Adoro tomar café
Sou um homem de muita fé
Na rima eu me perco, pareço um mané!

Não é fácil relatar
Tudo aquilo o que se sente
Não é fácil escrever
Tudo o que se tem na mente

Agora, o que quero dizer,
Antes de minha despedida
É que sempre que estiver comigo
Você estará protegida

Você pode ficar embaixo da minha umbrella
E você desfila na passarela
Comendo pizza de mussarela
Ella, ella, eh, eh, eh, eh, eh, eh!

Agora que estou terminando
Vou te dizer, para que nunca se esqueça:
Vou continuar para sempre te amando,
Mesmo ainda que não pareça





Raphael Rocha, Vanessa Lopes e Douglas dos Santos
23 de março de 2009


Sim, isto foi entregue à professora!! 

Veja mais textos do mesmo autor (que, no caso, sou eu): http://raphaelrs55.blogspot.com.br/search/label/texto 

2011: O Ano que a Internet irá parar de crescer

Com a aproximação do fim de mais uma década, um novo bug muito parecido com o do bug do milênio poderá causar problemas para os usuários de Internet. Neste caso, as consequências já são conhecidas e não hipotéticas como no ano 2000. E se nada for feito, não será mais possível aos novos usuário ou aos novos dispositivos se conectarem à Internet. A data exata para isso acontecer, segundo uma aplicação rodando neste site é  04/07/2011.

A falha tem nome e se chama exaustão dos endereços IP versão 4. Os endereços IPs são quem realmente habilitam um equipamento, seja ele seu computador, seu celular 3G, PDA etc a se conectarem à Internet. Sem endereço IP, não há conexão. Se você usa o sistema operacional Windows e quiser saber qual o endereço IP de seu computador, siga esses passos: clique em iniciar, depois em executar e digite cmd. Na janela de linha de comando, digite ipconfig. A linha que contiver endereço IP (IP Address) informará seu endereço. Para quem usa Linux, pode abrir uma janela de shell e digitar o comando ifconfig -a.

A versão de endereços IPs que usamos hoje é conhecida como IPv4 (versão 4). Dentre as muitas características dessa versão está o comprimento e o formato do endereço em si: 32 bits. Um exemplo de endereço IPv4 é: 192.168.1.1. São 4 octetos ou bytes totalizando 32 bits. Esse comprimento permite 2 elevado a 32 possiblidades ou seja, mais ou menos 4 bilhões de endereços. Mas isso é um valor teórico e os endereços realmente utilizáveis são uma porção menor que isso: cerca de 3,7 bilhões. Um número alto, mas não suficiente para as necessidades atuais. A adoção em massa da Internet não só em computadores, mas em celulares e PDAs também apressou seu esgotamento e com a chegada da TV digital, que usará a Internet para interatividade, mais endereços serão usados. E um dos países que mais sofrerá com isso é a China, como diz um artigo do site Slashdot.

Alguns sites, como o da empresa Hurricane Electric, nos EUA, colocaram uma aplicação on-line informando quantos endereços IPv4 ainda faltam para acabar e até existe uma aplicação no iPhone para informar sobre isso. Existem 460 mil endereços IPs ainda disponíveis, cerca de 10,9% do total, restando 686 dias para acabar, segundo a aplicação no dia 16/08/2009.


Segundo o Comitê Gestor da Internet no Brasil, instituição que dentre muitas tribuições é também responsável pela distribuição de blocos de endereços IPs no país, quando o último número de IPv4 for utilizado, a Internet não irá parar, mas a próxima pessoa que quiser conectar alguma coisa a ela, não poderá fazê-lo. Quem já utiliza a rede irá continuar a acessá-la normalmente.

A solução para isso já está em andamento faz tempo, mas pouca gente fala a respeito. Chama-se IPv6, ou versão 6 (a versão 5 foi empregada para outro uso e não foi e nem será utilizada em massa). O IPv6 não só elimina o problema da falta de endereços, mas deixará as conexões mais rápidas e adicionará mais segurança a elas. Mas voltando ao problema do endereço, o novo tamanho será de 128 bits, ou de 2 elevado a 128, o que irá proporcionar a seguinte quantidade de endereços:

340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.456

Um número que eu nem saberia pronunciá-lo, mas que seria suficiente para colocar endereços IPs até em coleiras de cachorros.

A escrita de um endereço IPv6 é diferende de um endereço IPv4. São usados valores de 16 bits separados por dois pontos e cada valor de 16 bits é escrito no formato hexadecimal, que usa as letras de A a F, além de números de 0 a 9. Um exemplo de um endereço IPv6 é:

2001:db8:31:1:20a:95ff:fef5:246e.

Bem diferente do exemplo que demos acima do IPv4: 192.168.1.1

Agora vamos ao que precisa ser executado. Os usuários finais não precisam fazer quase nada, exceto perguntar, ao comprar um equipamento ou serviço de conectividade, se eles funcionam com IPv6. Contudo, devemos fazer uma ressalva caso você possua um equipamento antigo. Neste caso, será necessário verificar com o fabricante alguma possível atualização de software/firmware. Mas o grande trabalho mesmo vai ficar nas mãos dos provedores e fabricantes. Eles terão que configurar seus equipamentos, sites e aplicações para que essa transição seja suave para os seus clientes. Fazer isso sem sair do ar e de forma barata vai ser um grande desafio.


Embora a data final esteja se aproximando, um dos motivos da demora das instituições começarem a pensar na migração é a complexidade da mesma. Quem já migrou endereços IPs de um parque de servidores sabe o trabalho. Sem falar na coordenação geral de toda a Internet fazendo a mesma coisa, pois se seu provedor fizer e outros não, você terá problemas em se comunicar.

Além do trabalho da troca de endereços, existe outro tão complexo: fazer as duas versões do protocolo (IPv4 e IPv6) se falarem por um tempo. Um artigo do site Ars Tecnica aborda o fato.Muitas das técnicas são baseadas em NAT (Network Address Translation) e tunelamento de pacotes IPv4 dentro de IPv6 e vice versa. O recurso de NAT permite que várias conexões de uma rede local compartilhem um único endereço IP que pode ser de um firewall da rede ou do roteador wireless.

O protocolo IPv6 já está em uso em várias redes, mas o seu volume perante o IPv4 é irrisório. Há um ano atrás, o montante de tráfego do protocolo IPv6 representava apenas 0,0026% do total do volume de dados transmitido na Internet.

Nem tudo é notícia ruim e, como em toda crise, há boas oportunidades à vista. Enxergo nesta transição uma excelente oportunidade para os profissionais de Informática, pois assim como foi no ano 2000, muita gente que sabia a linguagem de progamação COBOL ganhou bastante dinheiro para corrigir o bug do milênio. Todas as empresas vão precisar migrar para a nova versão, portanto trabalho não vai faltar. Vamos aprender IPv6.


Por Flávio Amaral, aqui.

"Dom Casmurro" integral grátis

Versão integral do livro "Dom Casmurro", de Machado de Assis gratuito na internet: clique aqui para ler.

Tags: Livro Dom Casmurro Machado de Assis integral completa internet virtual grátis original resumo biblioteca virtual

Comentários sobre o Internet Explorer 8

Como já falei, tive que instalar o Internet Explorer 8 essa semana. Estava feliz com o 6, mas o Orkut tava pedindo...

Não é tão ruim, mas tem umas coisas que não dá pra configurar.



Já fiz de tudo pra tentar tirar a barra de pesquisas "Bing". Não dá! =/




Outra coisa que ainda não vi solução: não consegui colocar um ícone para ir direto para o histórico. Tem que acessar pelo menu mesmo.


Mas agora vamos falar dos pontos positivos: uma coisa que eu gostei bastante foi o sistema de localização na página. Diferente do IE6, onde ele só exibia os resultados depois de acabarmos de digitar e pressionar enter, e que tínhamos que clicar em "próximo" para ver os outros resultados, o IE8 vai exibindo os resultados enquanto digitamos, e ele assinala todos os resultados!

Veja um exemplo abaixo:



O único problema é que a barra de localização não fecha automaticamente quando terminamos a busca! X)


Outra coisa que não gostei e resolvi desativar foi o ClearType. É um suposto otimizador de texto, tornando-o mais suave. Não gostei porque certas letras ficam parecendo estar em negrito, e algumas bem irregulares.



Ah, e mais um ponto para ele: o sistema de zoom é muito eficiente!! Basta segurar a tecla CTRL e rolar o Scroll para cima ou para baixo: fica desde MUITO ampliado até MUITO reduzido!!
Bom, nunca reparei se a versão 6 tinha essa capacidade. E para os mouses que não tem scroll: não sei! XD
Opa, acabei de descobrir, enquanto escrevia esta postagem: é só apertar CTRL junto com as teclas + ou -!! :-)
Observação: prints do meu blog pessoal!

Grupo teatral encena peça dentro de táxi

Mônica Vasconcelos
Da BBC Brasil em Londres


Uma companhia de teatro está encenando uma peça dentro de um táxi na capital da Irlanda do Norte, Belfast.

A produção, intitulada Two Roads West, toma a forma de um passeio pela cidade. O motorista do táxi e uma das passageiras são atores, e cinco pessoas - os demais passageiros - assistem à peça de cada vez.

A peça foi escrita por um ex-militante do IRA (Exército Republicano Irlandês), o escritor Lawrence McKeown.

Durante cerca de uma hora, o motorista Bill, interpretado pelo ator Vincent Higgins, dá uma volta pela região oeste de Belfast, percorrendo ruas que foram palco de momentos sangrentos na história da região.

Sentada no banco de trás do carro - o tradicional táxi preto britânico - está a passageira Rosie (a atriz Carol Moore), de volta à cidade natal após 40 anos de ausência.

Two Roads West explora a interação entre Rosie, o motorista Bill e duas ruas da cidade, situadas nos lados católico e protestante e separadas por uma barreira chamada de “linha da paz”.


Comunidades em conflito

Paula McFetridge, diretora da peça, disse que atuar e dirigir o carro ao mesmo tempo é um desafio para Higgins, e explicou que o ator está armado de uma série de falas "de reserva" para estender a duração da peça em eventuais congestionamentos.

"Você tem de levar em consideração que as ruas envolvidas, Falls e Shankill, são ruas principais e tudo acontece nelas, de funerais a acidentes e pessoas na rua interagindo com você", acrescentou.

Ainda assim, os atores conseguem fazer três espetáculos por dia, com ingressos custando cerca de R$ 26.

Este não é um empreendimento lucrativo e recebe financiamento da prefeitura da cidade. Mas McFetridge, nascida no oeste de Belfast e de família católica, acha que o teatro “pode ajudar a derrubar as barreiras que dividem a comunidade".

E isso não se resume à comunidade de Belfast. A diretora tem planos de levar a peça a outras cidades da Irlanda do Norte e quem sabe até a outros países marcados por conflitos.

"Só o fato de as pessoas verem onde o outro lado da comunidade vive já muda sua percepção."

A escolha do modo de transporte, no entanto, teria de se adequar à cidade.

"Por exemplo, se fizéssemos uma peça em Atlanta (Estados Unidos) explorando o movimento dos direitos civis dos negros teríamos de usar um ônibus amarelo."

Interação

A interação entre o público e os atores, em um espaço tão pequeno, não é incentivada, mas às vezes não pode ser evitada.

McFetridge disse que em um dos espetáculos, uma mulher comprou um ingresso achando se tratar de um passeio convencional pelos pontos turísticos da cidade.

"Tivemos alguns episódios interessantes. Uma mulher achou que (a atriz) Carol Moore estava bêbada e por isso ficava interrompendo todo mundo, desesperada para contar suas histórias pessoais e seu relacionamento com a cidade."

Two Roads West , uma produção da companhia de teatro Kabosh, é parte do West Belfast Festival (Féile '09, em gaélico) e fica em cartaz até o dia 9 de agosto.

Trevo de 21 folhas

Trevo de quatro folhas agora é bobagem... um fazendeiro japonês encontrou um trevo com 21 folhas! Isso é que é sorte!!!

O agricultor, Shigeo Obara, cultiva e faz experimentos há mais 50 anos no jardim de sua casa. O objetivo de Obara san é conseguir produzir um trevo com 30 folhas, e segundo ele, está muito próximo de conseguir.


Clique aqui para ver a foto.

Já percebeu o que o século XXI está fazendo com você?

Já percebeu o que o século XXI está fazendo com você?


1. Você tenta teclar sua senha no display do microondas;

2. Você não joga paciência com cartas de verdade há anos;

3. Você pergunta, via e-mail, se seu colega ao lado vai almoçar com você e ele responde, por e-mail: "me dá cinco minutos";

4. Você tem 15 números de telefone diferentes para contatar sua família de 3 pessoas;

5. O motivo pelo qual você perdeu o contato com seus amigos e colegas é porque eles têm um novo endereço de e-mail;

6. Você não sabe o preço de um envelope comum;

7. Para você, ser organizado significa ter uma pasta para cada assunto no computador;

8. A maioria das piadas que você conhece, você recebeu por e-mail; (e ainda por cima ri sozinho...);

9. Você fala o nome da firma onde trabalha quando atende ao telefone em sua própria casa ou no celular;

10. Você digita o zero para telefonar de sua casa;

11. Você vai ao trabalho quando ainda está escuro, volta para casa quando já escureceu de novo;

12. Quando seu computador pára de funcionar, parece que foi seu coração que parou, você fica sem saber o que fazer, sente-se perdido;

13. Você leu esta página e balançou positivamente a cabeça em diversos pontos;

14. Você já está pensando para quem você vai enviar esta mensagem...
15. Provavelmente agora você vai copiar, colar e enviar para alguém... É a vida...fazer o quê...foi o que eu fiz também...


Celebridades que são parecidas

Frase do dia - 05/08/2009

A partir de hoje vou começar a postar frases diversas no blog, sempre que eu encontrar uma legal! Aí vai a primeira:

"Quem acha que está perdendo tempo com uma pessoa... pode perder essa pessoa com o tempo!"

Yolanda Madeira

Quero compartilhar com vocês a história dessa incrível pessoa!!

"Yolanda Madeira, 21 anos, trabalha na Rádio Caraça há um ano e meio e me recebeu na tarde da última terça-feira para um bate-papo sobre sua agitada vida de
radialista."

Vejam neste link!

E não é porque é minha amiga!! Hawhawhawhaw!!

(PS: Quase não resisti em colocar no título: "Yolanda Madeira - uma locutora fanha". Hahahaha!!)



Escravos à venda no Ebay!


Pesquisa: "Escravos africanos".

Primeiro resultado:
" Escravos africanos a baixos preços no Ebay!"

Veja também: